Notícias

Presidente Abel Hack articula capacitação para novos mirins

Data de inclusão: 08/02/2018 18:00
Já foi dado início aos preparativos para a nova legislatura da Câmara Mirim de Rio Negrinho. Nesta quinta-feira (8) o Presidente do Legislativo, Abel Hack, juntamente com o coordenador do programa, Ney Maia, esteve reunido com a gestora do Núcleo de Educação para a Cidadania da Escola do Legislativo, Léa Medeiros Cardoso, em Florianópolis. Na pauta, a busca de apoio da entidade para a formação do novo grupo de estudantes que assume uma cadeira na Câmara a partir de abril. 
Retomado no ano passado, o projeto tem como objetivo fazer com que alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino, compreendam o papel do parlamento dentro do contexto social em que vivem, e contribuir assim para a formação da sua cidadania e o entendimento dos aspectos políticos da sociedade. De acordo a coordenadora, a Escola do Legislativo se propõe a oportunizar uma capacitação para os alunos em três etapas, sendo elas: oratória, papel do vereador e constituição federal. “A Escola ofecerá todo material didático de suporte e certificados de forma gratuita”, adiantou.
“Aproximar a Câmara de Vereadores, cada vez mais, da comunidade é nossa intenção e o projeto da Câmara Mirim - que desperta nos adolescentes o interesse pela política desde cedo - contribui muito com esse objetivo”, desta o presidente Abel Hack. Além da capacitação, os vereadores mirins também deverão participar esse ano do encontro estadual das Câmaras Mirins, previsto para o mês de novembro, em Florianópolis.
 
Apoio da Secretaria de Educação
Na última semana, durante encontro com a Secretaria de Educação, Darli Frota Tândalo, foram definidos os detalhes sobre o edital que será lançado pelo Legislativo para que as escolas do município, a exemplo do ano passado, confirmem sua participação no projeto. O lançamento do edital acontece até o final de fevereiro. 
Uma das novidades desta legislatura será o uso de urnas eletrônicas por parte das escolas que optarem por essa modalidade. “Isso fará com que os jovens tenham uma experiência prática com o atual sistema usado no país”, defende Hack que também destaca que o sistema oportunizará as campanhas eleitorais e, consequentemente, a prática da democracia.
Em 2017, 10 unidades de ensino, com turmas do sexto ao nono anos do ensino fundamental, aderiram ao programa, mas na oportunidade ficaram responsáveis pela indicação dos alunos.
 
Texto: Edson Frankowiak
Fotos: Ney Maia
 
 
 
 

Imagens relacionadas

Presidente Abel Hack articula capacitação para novos mirins
Todos os direitos reservados © 2018 - Câmara de Vereadores de Rio Negrinho